Buscar

Como Organizar o Seu Casamento | Finanças Pessoais

Se você pensa em fazer uma festa de casamento, independente do estilo e tamanho, este é um evento que exige organização pessoal, profissional e principalmente, financeira para a realização do mesmo.

Por isso, vou compartilhar aqui a minha experiência, mas assim como eu sempre menciono, analise as opções e adapte à sua rotina e sua realidade, combinado? Então, vamos às dicas!

1. Converse com o seu companheiro ou companheira o que desejam para o casamento

Essa conversa é primordial, não só para definirem o estilo e tamanho da festa, o que impacta totalmente no orçamento, mas também para vocês acertarem todos os detalhes que gostariam ou não de realizar no dia.

E normalmente, é a noiva quem fica responsável sobre isso, mas é importante o casal ter essa conversa e ambos participarem de toda a organização para, depois, não haver desavenças sobre o que um queria e não foi feito.

2. Lista de convidados

Se você conversar com os casais, é provável que a maioria te diga que esse é um divisor de águas em muitos relacionamentos com a família e amigos. A não ser que você tenha condições financeiras para convidar todas as pessoas que vocês quiserem, algumas pessoas ficarão de fora da lista e isso sempre causa certo conflito.

Independente disso, para que vocês não ultrapassem o limite do orçamento, é essencial que a escolha do casal seja com base nas pessoas mais próximas, que foram e são importantes para o seu relacionamento.

Lista definida, vocês já sabem a quantidade de pessoas que terá no casamento. Na próxima dica você vai entender melhor, porque 1 (uma) pessoa a mais na sua lista, pode fazer muita diferença no bolso de ambos.

3. Hora da pesquisa!

Se há algo primordial em qualquer organização e planejamento financeiro é a pesquisa. MUITA pesquisa!

Pesquisem empresas, peçam indicações à quem já passou por essa fase, peçam vários orçamentos e avaliem a reputação dos fornecedores. Sim, é um processo trabalhoso, mas que pode evitar muitas dores de cabeça no dia do casamento.

4. Orçamentos em mãos, hora de colocar as finanças de ambos na ponta do lápis!

Separem uma planilha apenas para o controle financeiro mensal e anual, se for o caso, do casamento. Nela, incluam, primeiro, os ganhos, gastos e investimentos de cada um para, no final, saberem o real saldo das contas no final do mês.

5. Definição da data do casamento

Sim, pode parecer estranho, mas depois de fazer a análise dos orçamentos e da condição financeira do casal é que, de fato, vocês conseguirão definir uma data para o casamento com mais precisão e certeza de que este é viável financeiramente, sem que o casal comece a nova vida já com dívidas.

Por exemplo, vocês não precisam pagar todos os serviços à vista, mas de acordo com a situação financeira, vocês podem trabalhar o dinheiro de ambos ao longo dos meses, através de parcelamento (sem juros!) e desde que não prejudique as suas finanças.

Ou senão, vocês podem perceber que é melhor guardar uma certa quantia de dinheiro até um determinado período para, depois, começarem a contratar os serviços e pagarem o máximo possível à vista.

Observação: se vocês quiserem opções ainda mais baratas, prefiram datas em meses menos procurados como Agosto ou Setembro, por exemplo, que é época de inverno.

6. Atualizem sempre a planilha de controle!

Qualquer contratação ou alteração que houver, já atualizem a planilha para saberem como isso pode ou não comprometer o cenário que planejaram para os próximos meses.

7. Comecem a contratar os fornecedores com, no máximo, 1 ano de antecedência

Muita coisa pode acontecer em 1 ano, como uma empresa ir à falência, por exemplo, principalmente se falamos de empresas pequenas, com poucas experiências e/ou pouco tempo de mercado.

Até lá, guardem dinheiro, analisem bem as opções e façam valer os seus direitos através de um contrato de prestação de serviços. Pode parecer só um detalhe, só mais um papel para assinar, de muitos que virão nessa fase, mas tenha a certeza que isso pode evitar uma grande dor de cabeça.

Toda essa organização, por mais trabalhosa que seja, pode render uma tranquilidade, de modo que, no dia, vocês dois possam aproveitar ao máximo a festa. O que é mais importante de tudo, não é verdade? Afinal, a festa é de e para vocês 😉

#casamento #finançaspessoais #organizaçãopessoal

Posts recentes

Ver tudo

Eu, assim como você, estou preocupada com o futuro e passei por um luto nas primeiras duas semanas da quarentena até aceitar que os meus planos naquele momento teriam que ser adiados e que as ações qu