Buscar

Como organizo os estudos e a falta de hábito com a leitura

Atualizado: 4 de mai.

Eu amo aprender coisas novas, geralmente, me interesso mais por aquilo que envolve comportamento humano e organização (jura? risos), mas posso me interessar por assuntos diversos ao mesmo tempo como finanças, bem estar, metaverso, astrologia e budismo (!!), por exemplo.


E quando me interesso por algo, vários porquês entram na minha cabeça e só sossego quando encontro quase todas as respostas ou pelo menos uma lógica que atenda tudo isso. E essa busca eu faço através de pesquisas no Google, trocas em conversas com as pessoas e claro que a leitura também me ajuda demais nisso, mas mesmo assim, nunca fui uma grande apaixonada e/ou consumidora de livros, sabia?


Até uns 7 anos atrás, eu não tinha o hábito e prazer pela leitura de livros. Acho que o máximo que eu havia lido mesmo eram os livros da escola (por obrigação!) e as sagas Harry Potter e Crepúsculo (sim, me julgue! risos nervosos).


Fora isso, eu não tinha paciência, sempre colocava o tempo como desculpa ou qualquer outra prioridade na frente e talvez, porque os meus pais também nunca tiveram esse hábito. Então foi algo que, só a partir do mergulho em autoconhecimento em 2015*, comecei a perceber o quão não só enriquecedora a leitura poderia ser (óbvio!), mas prazerosa também.


*Conto um pouco sobre a virada de chave na minha vida neste ano específico na página sobre o meu perfil.


gif

No início, até fui mais cautelosa na compra de livros, pois primeiro eu queria saber que fim essa vontade levaria. No período de um ano, consegui ler 1 livro por mês. Achei ótimo, para quem chegou a não ler nenhum livro por anos, mas me empolguei, comprei vários livros e adivinha quantos li depois: três num ano. (quem disse que não gasto dinheiro por impulso? risos)


Arrependi, me cobrei e me culpei demais ter gasto dinheiro à toa, pela frustração de não atender à expectativa de leitura e por saber o quanto a leitura agregava na minha vida e o quanto eu poderia ajudar as pessoas com isso também.


Meu filho nasceu, a pandemia chegou e acho que nem preciso te contar o que aconteceu neste período...


Eis que em 2021, a minha querida astróloga Rapha Pacheco (@astrologiaelemental) fez a leitura do meu mapa astral e aos poucos, compreendi melhor a minha essência, anseios e vontades, inclusive para área dos estudos.


Até então, eu sempre me cobrei demais para estudar e ler como eu achava que eu deveria. Quando vi que tenho Capricórnio, meu signo solar, na casa 9 (casa da expansão do conhecimento, cultura, estudos, viagens), foi como ver um divisor de águas na minha vida!


Não sei se você sabe, mas o ditado que mais se encaixa para esse signo é "tarefa dada é tarefa cumprida". Basta dizer algo ou colocar algo em mente, pronto! Faz todo um planejamento, executa, sente-se sempre muito responsável por tudo, além de muitas outras características, mas acho que só por essa mínima descrição, você consegue imaginar o quanto a minha exigência sobre estudos era extremamente alta e que eu não aceitava menos que a excelência.


E na minha cabeça, a leitura tinha sempre que ter um planejamento em prol de um objetivo. E não que isso não aconteça hoje em dia, mas percebi que era tão desgastante e exaustivo cada vez que eu pensava numa simples leitura. E o que acontecia...? Sim, muitas vezes, eu desistia antes mesmo de começar.


E eu também tenho Libra na casa 5, o signo dos contatinhos, das indecisões, de ver prazer na beleza das coisas e forma de viver. Ou seja, também não é fácil lidar com uma mente inquieta e indecisa querendo estudar um assunto numa hora e no segundo seguinte, achar outro livro mais interessante e que ainda questiona: "ô, Capricorniana, se não for para ler por prazer, nem vou!". Entende o meu dilema? (risos)


E mesmo que você não acredite em Astrologia, o que eu gostaria de propor é uma reflexão sobre como um hábito ou a falta deste pode ter origem num outro lugar que não "apenas" o "eu não tenho tempo" ou "não consigo me organizar direito".


É autoconhecimento! Sempre é.


A partir destas informações e percepções, fiz uma lista de assuntos do meu interesse e coloquei um prazo, não só para eu organizar, claro, a minha agenda, porém alternando leituras e cursos que são urgentes e os prazerosos. Assim, consigo dar equilíbrio à rigidez e responsabilidade de Capricórnio e às indecisões e prazeres de Libra.


Já fazem alguns meses que estou seguindo esse sistema e tem me ajudado muito, mas não é algo que faço todos os dias dessa forma. Também tento respeitar o meu momento e vontades.


E assim como um planejamento financeiro ou de vida, esse sistema funciona como um direcionamento para mim, não como algo rígido e obrigatório, mas que facilita o meu dia a dia evitando a minha procrastinação ou pensando muito no que eu tenho e/ou quero fazer.


Ah! E sobre a compra de livros, ainda tenho muita vontade de comprar todas as indicações dos assuntos que tenho curiosidade no momento, MAS já aprendi a lição e só compro o livro se, de fato, eu vou ler agora. Senão, eu salvo no meu Skoob (rede social de leitura, se você quiser me seguir lá, clique AQUI) e quando eu termino os estudos ou um livro, eu consulto a lista salva e só então, faço a compra.


Lembre-se:

Autoconhecimento > Planejamento > Rotina/Sistema > Hábitos > Objetivos Alcançados


Abaixo, você também consegue assistir um vídeo sobre a organização dos estudos com dicas mais detalhadas que fiz um tempo atrás, mas que ainda são muito válidas.



Posts recentes

Ver tudo

Organizar os estudos pode ser uma tarefa simples para uns e nada fácil para outros. Porém, dependendo da finalidade dos seus estudos e quantas matérias e conteúdos você precisa estudar, é muito comum