Buscar

Não torne o problema maior do que ele realmente é

No vídeo dessa semana, eu compartilhei uma dica sobre como não perder a cabeça em certas situações e não perder o foco do que realmente importa. Link aqui.

De alguns meses para cá, além de usar uma das técnicas que sugeri no vídeo, eu procuro refletir, depois do ocorrido, os seguintes pontos:

1) Se a pessoa falou algo que não me agradou

  1. Essa reação foi algo relacionado à mim ou à ela mesma?

  2. Se à mim, o que fez com que eu ficasse tão incomodada com isso?

2) Se a situação não me agradou

  1. O que fez com que essa situação me deixasse tão incomodada e/ou irritada?

  2. Eu poderia ter feito algo antes para evitar isso?

  3. Se sim, o que eu posso fazer então a partir de agora?

Claro que esse exercício não é algo que você fará sempre e de um dia para o outro, mas inicia-lo só traz benefícios, pois isso se chama autoconhecimento. É partir disso que você conhecerá os seus sentimentos, emoções e ações, então poderá se posicionar da melhor forma e tomar a melhor decisão a respeito, seja para resolver o problema atual ou a partir dos que vierem.

No impulso, quando perdemos a paciência, parece que nada está certo, que a pessoa não te entende, etc, etc. Mas ao parar para refletir um pouco sobre isso, você passa a enxergar a situação com clareza, como ela realmente é e começa a perceber melhor a sua própria posição diante disso.

Não está ao nosso alcance mudarmos as pessoas, mas podemos mudar a nós mesmos e inspirar outras pessoas com os nossos exemplos 😉

12871487_1130388593692325_9002356169044587594_n

*O coaching é um processo de autoconhecimento a fim de otimizar o seu tempo e ações com relação aos seus objetivos. Se ficou interessado(a), agende uma sessão experimental (online e gratuita mesmo) através do contato@rejaneakemi.com.br. Será um prazer ser sua coach!

#lifecoaching #coaching #Youtube #meta #comportamento #foco #experiência #objetivos #autoconhecimento

Posts recentes

Ver tudo

Eu, assim como você, estou preocupada com o futuro e passei por um luto nas primeiras duas semanas da quarentena até aceitar que os meus planos naquele momento teriam que ser adiados e que as ações qu