Buscar

O que Acontece Quando nos Comparamos aos Outros

Que atire a primeira pedra quem nunca olhou para a grama do vizinho e achou mais verde.


O tema aqui não é inveja que, infelizmente, há muito desse sentimento por aí, mas para falar de uma ação que fazemos, muitas vezes, inconscientemente e que não nos faz bem se não soubermos lidar com a situação num todo: a comparação.


E vou dizer qual a diferença entre ambos, na minha opinião:


Inveja = “Ele deve ter conquistado aquilo puxando o tapete de muita gente…”


Comparação = “Eu não devo prestar para nada mesmo. Meus amigos são todos bem sucedidos, menos eu.”


Bem diferente, não é mesmo? Na comparação, nos referimos apenas à nós mesmos como ponto negativo.


Este ano, isso foi um grande desafio para mim. Eu olhava para os top coaches e para os coaches que fizeram a formação comigo que estavam indo super bem, e me comparava muito, a um ponto de eu me sentir super mal e achar que não era capaz e que nada disso era mais para mim. Eu compartilhei com vocês esse momento no post “O Poder dos Pensamentos” e o principal motivo de isso acontecer era porque eu me comparava demais com os outros.


Mas e o meu caminho?!


Não havia mais e é claro que a minha auto estima, então, ficou totalmente abalada. Eu não estava mais olhando para o meu caminho. Eu não tinha mais foco no meu desenvolvimento e crescimento. Não tinha mais foco nos meus projetos.


Essa comparação que eu fazia quase acabou com todo um trabalho, desenvolvimento e esforço. Quase acabou comigo!


E pelo menos por um tempo, resolvi acompanhar bem menos os trabalhos de outros profissionais da área de coaching e empreendedores, num geral, para consulta-los apenas quando necessário, num estudo de caso, por exemplo. Assim, consigo focar em mim, no meu trabalho, nas pessoas e nas prioridades atuais.


Depois de 1 mês fazendo isso, reconstruindo novamente a minha auto estima, consegui fazer com que muitos projetos saíssem do papel e senti um alívio e uma satisfação muito grande!


Por isso, por experiência própria que eu te digo: acredite em si mesmo! Nenhuma comparação é válida, senão aquela em que realmente te ajuda, de alguma forma.



Então, não permita que essa comparação adie seus planos e sonho, busque o que é melhor para você, tome medidas como as que eu tomei de acompanhar menos o trabalho de outros profissionais para que eu pudesse ter paz comigo mesma, mas concentre suas ações e energia em viver a SUA melhor versão.


Por isso, o que você pode fazer a partir de agora que vai te colocar mais um passo a frente, rumo aos seus sonhos, rumo aos seus objetivos?

Posts recentes

Ver tudo