Buscar

Porque não podemos julgar as pessoas

Eu sou daquelas pessoas bem desligadas que, provavelmente, não vou reparar no seu novo corte de cabelo ou se você usa óculos, por exemplo. E olha que já levei cada bronca por isso…“Como assim você não viu?”. Se você me conhece pessoalmente, saiba que eu preciso que você me conte e mostre qualquer novidade. Por favor. Obrigada!

Às vezes, acho isso um defeito. Às vezes, uma qualidade, pois isso evita muitas vezes que eu julgue as pessoas apenas pela aparência.

O que não quer dizer que eu nunca tenha feito isso. Pelo contrário, todas as vezes que eu reparei e julguei alguém por “parecer ser” algo, a vida praticamente me deu um sono no estômago. 

E por que estou dizendo tudo isso?

Porque tenho aprendido, de uma forma dura, o quanto e o porque eu estava tão errada em meus julgamentos, por mais “inconscientes” que foram. E gostaria de dividir isso com você.

Nunca sabemos a história de vida de cada pessoa. Nunca sabemos o quanto cada acontecimento pode ter impactado a sua vida. Nunca, de fato, entenderemos os pensamentos, emoções e comportamentos alheios, porque somos seres humanos diferentes um do outro. Com opiniões, criações, educações e caminhos diferentes.

Podemos não concordar, mas será que não podemos respeitar? Isso já não basta?

“Akemi, mas Fulano trata à mim e à outras pessoas muito mal. Como não julga-lo?”

Outro dia, me peguei pensando nisso também e a vida me mostrou o motivo pelo qual a pessoa agia de tal forma. Ele aprendeu este comportamento com alguém que achava ser o certo. Ou sofreu algum(ns) trauma(s) pelo qual teme muito passar pelo mesmo de novo. E a sua reação acabou virando o seu mecanismo de defesa.

Podemos achar ‘n’ motivos, mas o importante aqui é que, ao invés de julgarmos para depois pensarmos, deveríamos já no primeiro momento pensar “O que será que aconteceu com essa pessoa?” E nem estou orientando você a investigar a história de vida de ninguém, mas encarar dessa forma, pode deixar muito mais leve o seu relacionamento e bem estar com outras pessoas. Acredite!

#experiências #compartilhamento #direcionamento #comportamento #aprendizado

Posts recentes

Ver tudo

Eu, assim como você, estou preocupada com o futuro e passei por um luto nas primeiras duas semanas da quarentena até aceitar que os meus planos naquele momento teriam que ser adiados e que as ações qu