Buscar

[Produtividade e Ansiedade] Ser Multitarefa é bom?

Hoje, com a velocidade das informações, aumento das demandas e nível de exigência no mercado de trabalho, vemos mais a expressão ‘multitarefa’.

Mas e o que siginifica ‘ser multitarefa’?

Multitarefa é a capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, como responder um e-mail e uma mensagem do Whatsapp, enquanto estamos numa reunião, discutindo a pauta do dia, por exemplo.

Enquanto eu trabalhava no mundo corporativo, eu percebi que eu tinha facilidade para aprender os assuntos e novas tarefas e conforme eu adquiria mais conhecimentos e desenvolvia a minha capacidade técnica, mais responsabilidades eram designadas à mim.

E eu achava isso ótimo “Poxa, estou dando conta e a empresa está reconhecendo o que eu faço”, mas as demandas só aumentavam, até que, uma hora, eu cheguei à exaustão e pedi um tempo na empresa: só faria aquilo que realmente fosse importante e urgente no momento.

Claro que isso gerou um grande desconforto na minha área, mas eu não dava mais conta de tudo o que me designavam. Por que eu não era capaz e boa o bastante? Não! Porque a sobrecarga já estava inviável e parecia que o meu trabalho rendia cada vez menos.

Ainda mais com a minha ansiedade, vendo que eu não conseguia cumprir com as minhas atividades, eu me sentia pior, me cobrava muito. Então, percebi que ser multitarefa não era tão bom assim para mim. E para eu me sentir mais tranquila, eu precisava dar mais atenção às minhas prioridades e não à tudo o que me pediam.

E olha que interessante: uma recente pesquisa da Harvard Business School mostrou que ser multitarefa reduz 40% do nosso foco. 40%!!

Era exatamente o que eu sentia: quanto mais tarefas eu tinha, mais retrabalhos eram feitos, porque um ou alguns detalhes passavam desapercebidos, maior ficava a carga de trabalho e a desmotivação também só aumentava. E isso não acontecia só comigo, era com a empresa inteira!

É ótimo saber que somos capazes de aprender e fazer tantas coisas, mas no nosso dia a dia, precisamos priorizar as ações para não nos perdermos.

Sei que muitas pessoas lerão esse texto pensando:

“Akemi, nessa crise, não dá nem para pensar em ‘pedir um tempo’ na empresa. Você não trabalha mais no mundo corporativo, então não faz idéia de como as coisas estão”

Na verdade, sei que tem sido um grande desafio por acompanhar pessoas muito próximas à mim que estão nesse cenário.

Mas o que eu vim sugerir é para que você reflita sobre essa questão: até onde vale a pena levar isso adiante e então, buscar uma alternativa na sua vida e rotina, para que você possa dar prioridade àquilo que realmente importa, trabalhar de uma maneira melhor e ser mais produtivo.

Se você se identificou com essas situações, de alguma forma, eu te pergunto: o que você pode fazer a partir de hoje que vai te colocar, mais um passo à frente, rumo aos seus sonhos, rumo aos seus objetivos?

#experiências #compartilhamento #organizaçãopessoal #produtividade #autoconhecimento #ansiedade

Posts recentes

Ver tudo

Eu, assim como você, estou preocupada com o futuro e passei por um luto nas primeiras duas semanas da quarentena até aceitar que os meus planos naquele momento teriam que ser adiados e que as ações qu